FIBRAS: Sejam bem vindas ao meu cardápio!

Fibras. Você já deve ter escutado que são importantes para a digestão, que auxiliam no processo digestivo e que, consumidas junto com volume ideal de água, auxiliam no processo diário de eliminação, não é mesmo? Mas será só isso? Bora aprofundar!

Não. As fibras estão longe de serem tratadas como merecem. Aliás, a maioria delas é tragicamente retirada dos alimentos, que são processados, refinados, para que não se sinta nenhum pedacinho “integral’ na boca, pois afinal, bom mesmo é suco de laranja sem grumos… Será mesmo?

As fibras nos trazem também a sensação de saciedade e, sendo assim, a tendência seria comermos menos. Isso não é nada interessante para grandes fábricas de ”alimentos”.

Pois bem, as fibras têm um papel gigantesco em nossa digestão, saciedade e produção de energia. Elas são um precioso alimento para as boas bactérias de nossa flora intestinal, os chamados probióticos.

A nossa flora intestinal já é reconhecida como um órgão em si, pois tem papel relevante em nossa saúde, física e mental.

Em um estudo, comparando a flora intestinal de crianças que vivem em meio rural, versus crianças que habitam grandes cidades, foi descoberto que há uma diferença significante em relação a sua microbiota. A capacidade de digerir fibras se mostrou muito mais presente no grupo rural, que, por sua vez, tinha uma alimentação mais natural e orgânica, e, ao contrário, o grupo de crianças das cidades, que possuem uma alimentação com maiores doses de açúcares e gorduras refinadas, não somente mostrou a má digestão destas fibras, mas também uma redução de probióticos em sua microbiota.

O estudo conclui, ainda, que não se restringe a etnia e genética, pois o grupo teste, que habitava as grandes cidades, era de um país na África e foi comparado de forma similar a crianças Italianas.

Um outro estudo validou este primeiro, ao demonstrar que os adultos desta região da África rural tinham uma maior biodiversidade de probióticos em sua flora intestinal, comparada a um grupo teste de adultos italianos.

O consumo de fibras é extremamente importante, pois são a principal fonte de alimentos para nossa flora intestinal. Ao mantermos uma microbiota saudável e diversificada, promovemos saúde integral a todo o organismo. E você? Já comeu a sua dose de fibras hoje?

Fonte: Cell Host & Microbe Magazine , The impact of dietary fiber on gut microbiota in host health and disease

Algumas relevâncias:

A maior parte de doenças ligadas a flora intestinal cresceram dramaticamente no último céculo, sugerindo que as mudanças no estilo de vida podem desregular a simbiose da microbiota, devido a perca de bactérias benéficas.

Na verdade, a dieta ocidental, que oferece baixos níveis de fibras, talvez possa reduzir a diversidade da flora intestinal e levar ao desaparecimento de bactérias específicas do sistema digestivo

O baixo consumo de fibras e o aumento de açúcares e gorduras de baixa qualidade em nossos alimentos, típicos de uma dieta ocidental, podem contribuir para uma redução de bactérias favoráveis para nossa flora.

Conteúdo publicado e autorizado por Alquimia da Saúde.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Veja também

Você já se pegou imaginando se o seu treino pode estar sendo …
A buybye, startup de inovação e tecnologias autônomas, acaba de fechar uma …
Receita rápida e super gostosa da Chef Paloma, Perfeita para te incentivar a manter …

Vamos conversar sobre o seu projeto!

Agende uma consultoria online